Sem estoque Informe o seu e-mail e o notificaremos assim que o produto chegar em nosso estoque:


Enviar
Out of stock!
Insira seu e-mail para ser informado quando este produto chegar:
Enviar Fechar

Home

OFERTAS DO NANDO

Até 25%

Vidas Paralelas: Alexandre e César

Vidas Paralelas: Alexandre E César

Plutarco

Vidas Paralelas: Alexandre e César
Imagem do Livro

Plutarco

Vidas Paralelas: Alexandre E César

Editora: L&PM Pocket

De R$ 18,90 por:
R$ 15,69
Quantidade
Disponibilidade: Indisponível
Me avise
R$ 15,69 no cartão em até 6x de R$ 2,62 s/ juros

CARTÃO

Dividimos em até 6x

FRETE

Confira nossa política de frete

Sinopse

Nascido por volta do ano 46, na cidade de Queronéia, na região grega da Beócia, ao norte de Atenas, Plutarco foi um homem viajado. Estudou em Atenas e pelo menos duas vezes esteve em Roma, sede do império que havia dominado os gregos. Chegou a desempenhar a função de sacerdote junto ao oráculo de Delfos (o templo em culto a Apolo mais famoso da Antigüidade), mas igualmente sustentou uma vida social ativa, travando relações com autoridades da época, como senadores e demais políticos romanos.

Tal proximidade com os poderosos e o fato de encontrar-se entre duas culturas – a helênica e a romana – levaram Plutarco a escrever biografias de ilustres gregos e romanos, que intitulou Vidas paralelas. Reuniu os biografados aos pares, de modo a poder melhor comparar os feitos, a vida e os legados de tais homens, a força de seu caráter e seus defeitos. O objetivo: perscrutar as influências dessas personalidades no destino da civilização greco-romana, mostrando os valores que ambos povos tinham em comum – os mesmo valores que fundaram as civilizações latinas.

O imperador macedônico Alexandre, o grande, e o maior imperador romano, Júlio César, formam um desses pares. Plutarco revive-os através da recuperação de episódios de suas vidas pública e privada, de suas atuações como militares e estadistas, de suas relações pessoais. Estas biografias compõem algumas das principais fontes de estudo sobre essas personalidades da Antigüidade. Plutarco morreu por volta do ano 125.