Sem estoque Informe o seu e-mail e o notificaremos assim que o produto chegar em nosso estoque:


Enviar
Out of stock!
Insira seu e-mail para ser informado quando este produto chegar:
Enviar Fechar

Home

OFERTAS DO NANDO

Até 25%

O Filho Eterno - O Duplo do Pai: O Filho e a Ficção de Cristovão Tezza

O Filho Eterno - O Duplo Do Pai: O Filho E A Ficção De Cristovão Tezza

Victoria Saramago

O Filho Eterno - O Duplo do Pai: O Filho e a Ficção de Cristovão Tezza
Imagem do Livro

Victoria Saramago

O Filho Eterno - O Duplo Do Pai: O Filho E A Ficção De Cristovão Tezza

Editora: E Realizações

De R$ 34,90 por:
R$ 31,41
Quantidade
Disponibilidade: Em Estoque
Comprar
R$ 31,41 no cartão em até 6x de R$ 5,24 s/ juros

CARTÃO

Dividimos em até 6x

FRETE

Confira nossa política de frete

Produtos Relacionados

Sinopse

O Filho Eterno, O Duplo do Pai: O Filho e a Ficção de Cristovão Tezza é um notável estudo de Victoria Saramago, uma das vozes mais promissoras da crítica e da literatura atuais. A jovem autora apresentou um estudo completo do conjunto da obra de um dos nomes definitivos da literatura brasileira contemporânea, cuja consagração crescente representa o justo reconhecimento de uma literatura que se distingue pela força da linguagem e pela originalidade da visão de mundo de seu autor.

De fato, Cristovão Tezza escreveu o romance mais premiado dos últimos anos, O Filho Eterno. Nele, o autor enfrentou um delicado tema autobiográfico: o nascimento de um filho portador da síndrome de Down. Trata-se da história de Felipe, o próprio filho de Tezza. Contudo, o autor desenvolveu uma elaborada estrutura textual que permitiu criar alguma distância entre vida e obra, circunstância existencial e exercício literário, isto é, invenção propriamente linguística. No caso, o inegável impulso autobiográfico foi matizado por um agudo traço estilístico: o texto é dominado por um narrador em terceira pessoa, embora às vezes apareça, aqui e ali, uma "constrangida" voz que evoca um narrador em primeira pessoa. Porém, o predomínio quase absoluto do ponto de vista externo metamorfoseou experiência individual em obra de arte.

Na inspirada análise da autora, se o livro possui elos com a tradição clássica do romance de formação, isto é, do Bildungsroman, ao mesmo tempo, o texto de Tezza engendra uma diferença decisiva: "É quando o pai se desliga dos clichês relacionados a Bildung e à juventude na modernidade, é quando abre mão do modelo clássico da formação do artista, é quando enfim se reconhece sem o comando da encenação que fora sua existência até o momento, é aí que a verdadeira Bildung pode afinal ter lugar."

Registre-se a ousadia do gesto: Victoria Saramago analisou com rara argúcia a obra de um clássico contemporâneo, fornecendo um modelo indispensável não só para o entendimento pleno de O Filho Eterno, mas para uma abordagem inovadora da própria literatura brasileira contemporânea.