Autores

Renato Silva

Exibindo de 1 a 12 do total de 15 | 2 Página(s)

Biografia

Renato Silva nasceu Renato de Azevedo Silva, no Rio de Janeiro, em 28 de janeiro de 1904. Filho de jornalista, cursou cinco anos de Belas Artes entre 1920 e 1925, ano em que começou a colaborar em revistas cariocas, como Vida Doméstica, Vida Nova e A Maçã, fazendo desenhos humorísticos, até se fixar numa revista para homens Shimmy, recém-inaugurada. Em 1930, deixou o desenho de humor e passou para a ilustração literária, colaborando em O Cruzeiro e O Jornal. Logo em seguida, Renato Silva foi trabalhar no grupo editorial A Noite, continuando a ilustrar contos, novelas e seriados publicados nas várias revistas da empresa, com maior assiduidade na Vamos Ler! Ele foi estrear no desenho de quadrinhos em maio de 1937, com o personagem Nick Carter para o Suplemento Juvenil, da Editora EBAL. No mesmo ano, apresentaria sua HQ A Garra Cinzenta, com argumento de Francisco Armond, para o suplemento A Gazetinha, de A Gazeta, de São Paulo, que teve o número exato de cem episódios, publicados no decorrer de dois anos (entre 1937 e 1939), e que veio a se tornar um clássico absoluto do gênero. Ainda nos quadrinhos, Renato Silva realizou duas séries longas para O Diário de Notícias, Histórias Que Ficaram Na História e Histórias da História do Mundo. Em 1939, lançou seu Manual Prático de Desenho, pela Tipografia Nilópolis, o primeiro guia de orientação para desenhistas, então publicado no Brasil — foi este o ponto de partida, o embrião de um projeto didático maior, mais abrangente e longevo, que iria desenvolver no decorrer das décadas de 1940 e 1950, A Arte de Desenhar, que rendeu mais de cem edições temáticas, com o selo da editora Conquista. A coleção A Arte de Desenhar, que abarcou praticamente todos os temas referentes ao desenho artístico, foi um valioso apoio para milhares de alunos espalhados pelo Brasil que não tinham acesso algum à arte-educação, em qualquer nível. Em A Arte de Desenhar, na posição de professor, Renato Silva cresceu muito como artista, seu traço chegou ao apogeu, ganhou personalidade, singularidade e um grau elevadíssimo de beleza estética. Não são poucos os artistas brasileiros, ainda atuantes, que devem grande parte de sua educação ao professor Renato Silva e ao seu método de ensino, franqueado a quem quisesse aprender e modestamente distribuído em bancas de revistas e livrarias. Até o início dos anos 1980, Renato Silva ficou afastado da grande imprensa, a qual ele já havia renunciado há tempos, quando decidiu se dedicar ao trabalho de ensinar a desenhar. Passou seus últimos anos de vida ilustrando livros didáticos e dando aulas de desenho. Renato Silva veio a falecer no dia 6 de agosto de 1981, no Rio de Janeiro.

Sem estoque Informe o seu e-mail e o notificaremos assim que o produto chegar em nosso estoque:


Enviar