Sem estoque Informe o seu e-mail e o notificaremos assim que o produto chegar em nosso estoque:


Enviar
Out of stock!
Insira seu e-mail para ser informado quando este produto chegar:
Enviar Fechar

Home

OFERTAS DO NANDO

Até 25%

Categorias (Edipro)

Aristóteles

Categorias (Edipro)

Editora: Edipro

De R$ 16,90 por:
R$ 13,52
Quantidade
Disponibilidade: Em Estoque
Comprar
R$ 13,52 no cartão em até 6x de R$ 2,25 s/ juros

CARTÃO

Dividimos em até 6x

FRETE

Confira nossa política de frete

Produtos Relacionados

Sinopse

Primeiro e primordial tratado do Órganon (onde Aristóteles estabelece o instrumento do correto pensar científico, ou seja, a lógica formal). As dez categorias (substância, quantidade, qualidade, relação, lugar, tempo, posição, estado, ação e paixão) são os elementos linguísticos primordiais e necessários (palavras e expressões não combinadas significantes) para a formação dos silogismos (constituídos pelos juízos ou proposições), inaugurando o método dedutivo para as ciências. Os escritos de Aristóteles dividem-se em dois grupos: os “exotéricos” e os “acroamáticos”. As obras exotéricas eram destinadas ao público em geral e, por isso, eram obras de caráter introdutório e geralmente compostas na forma de diálogo. Categorias é o texto que abre não apenas o Órganon – o conjunto de textos lógicos de Aristóteles – mas também o Corpus Aristotelicum. O estudo das categorias propostas por Aristóteles tem fundamental importância para a elaboração do conhecimento científico. Com as Categorias nesta obra apresentadas, Aristóteles não pareceu pretender enumerar tudo o que existe, pois isso seria, evidentemente, uma tarefa interminável. Seu estudo classificou tipos de coisas que existem, agrupou-as em espécies e integrou-as em gêneros, com o objetivo de ordenar o pensamento, como o próprio autor esclarece ao dizer: “Afirmações, bem como negações, somente podem surgir quando esses termos são combinados ou unidos”. A obra é um misto de estudos lógicos e linguísticos, que fornecem fundamentos para a elaboração de definições e proporcionam o conhecimento necessário para a ordenação das proposições. Formuladas como um instrumento para o estudo da lógica, as categorias são classificadas de modo a pertencer a cada um dos gêneros, merecendo especial destaque as afirmações de Aristóteles acerca da natureza da linguagem, da natureza da realidade e da relação entre as duas.