Sem estoque Informe o seu e-mail e o notificaremos assim que o produto chegar em nosso estoque:


Enviar
Out of stock!
Insira seu e-mail para ser informado quando este produto chegar:
Enviar Fechar

Home

OFERTAS DO NANDO

25-40%

A Sindérese e a Consciência - Questões Disputadas Sobre a Verdade - Questões 16 e 17 (16)

A Sindérese E A Consciência - Questões Disputadas Sobre A Verdade - Questões 16 E 17 (16)

Sto. Tomás de Aquino

A Sindérese e a Consciência - Questões Disputadas Sobre a Verdade - Questões 16 e 17 (16)
Imagem do Livro

Sto. Tomás de Aquino

A Sindérese E A Consciência - Questões Disputadas Sobre A Verdade - Questões 16 E 17 (16)

Editora: Ecclesiae

De R$ 24,90 por:
R$ 17,18
Quantidade
Disponibilidade: Em Estoque
Comprar
R$ 17,18 no cartão em até 6x de R$ 2,86 s/ juros

CARTÃO

Dividimos em até 6x

FRETE

Confira nossa política de frete

Produtos Relacionados

Sinopse

Tomás de Aquino foi um dos grandes libertadores do intelecto humano, já nos disse G. K. Chesterton. E basta olharmos a inumerável quantidade de assuntos tratados pelo Doutor Angélico, desde temas filosóficos até às mais complexas contemplações teológicas, e teremos diante de nós um colossal monumento em honra da inteligência humana.

Apresentamos a tradução inédita do latim para o português, das questões 16 e 17 das Quaestiones disputatae De Veritate, A sindérese e a conciência, compostas, no total, por oito artigos, onde se investigam duas noções próprias do agir moral. 

Tomás defende a necessidade de um princípio para o agir prático, de modo equivalente à virtude do intelecto para os primeiros princípios do conhecimento. Mas tal princípio não é tomado como um potência, nem como uma virtude, mas um preâbulo para o ato da virtude, de modo que resista a todo mal e consinta com todo bem. Por isso, ele não pode errar, porque é a base universal dos juízos acerca dos atos sobre o bem e o mal. A sindérese, portanto, é um hábito, mas não adquirido por repetição de atos, e sim um hábito especial inato, que garante as condições das nossas ações práticas.

A consciência, porém, na definição estrita de Tomás, é um ato como certa continuidade da sindérese - por isso que esta também é chamda de "centelha da consciência".